As mães principiantes lhes há muita ilusão comprar, já que estão grávidas, as coisas que você precisa , acima de tudo roupas para o bebê.

Muitos pais começam a comprar a roupa do bebê desde os primeiros meses de gravidez, quando ainda nem sequer sabem se será menino ou menina.

Mesmo que essa emoção nos retorne inevitavelmente compulsivos, no momento de comprar, é importante ter em conta algumas recomendações para adquirir as peças de roupas mais apropriadas para os primeiros meses de vida do bebê. Roupa de primeira entrada.


ALGODÃO 100%



Todos os médicos especialistas em bebês concordam que a melhor roupa para eles, é a feita com 100% algodão. Quando os bebês nascem, suas peles são muito sensíveis a agentes externos que podem causar alergias e irritações

UMA PEÇA, DE PREFERÊNCIA



É normal que as mães nos deixemos levar por isso, bonita e terna que possa ser uma peça de roupa para o seu bebê, sem reparar em que a mesma constitua uma odisséia no momento de vesti-las. É importante procurar o conforto tanto do bebê como a nossa, na hora de vesti-lo e desnudarlo.

Durante os primeiros 7 meses de vida, é melhor optar por roupa de uma só peça, macacão, ou jesusitos com calcinha sem pressões demasiado complicados, nem com cordões. Claro que para uma ocasião especial, podemos dedicar-nos a vesti-los muito bonitos.Como, por exemplo, para o seu batismo.

GORROS, LUVAS E MEIAS?




Muitas mães têm dúvidas sobre o que devem abrigar seus bebês.

Certamente os recém-nascidos vêm de estar nove meses em um ambiente acolhedor e 100% protegido, com uma temperatura aproximada de 37,5° C. Mas ao nascer e à medida que vão crescendo, os bebês vão depender de sua própria resistência ao frio e ao calor.

ROUPINHAS


Toda a roupa nova que tenhamos para o bebê devem ser lavadas e passadas, para evitar qualquer tipo de alergia e doenças da pele. O melhor é optar por detergentes e especiais para roupas de bebê, que não tenham aromas fortes.

Quanto ao passado, é recomendável fazê-lo com todas as peças de vestuário e tecidos que venham a ter contato com sua pele, inclusive lençóis.
Em tempos de crise é muito importante saber o que comprar, quais são os itens indispensáveis para o chá de bebê e o enxoval antes do nascimento ou para os novatos. As mães compartilham de algumas dicas que podem ajudar muito na hora de conter gastos desnecessários. O primeiro passo é ficar de olho na Data Expo Bebê e Gestante, o principal evento do setor na qual poderá obter descontos exclusivos (como fraldas a R$ 1,00), por exemplo.

O segundo passo está em se cadastrar para receber descontos e ficar ligada nos grupos de facebook e whatsapp das mães para comprar itens usados, afinal, muitos deles acabam saindo pela metade (ou até menos!) do preço de um novo mesmo tendo só alguns meses de uso.

O que não pode faltar no seu enxoval

Os fabricantes de produtos para crianças estão tentando nos convencer de que não podemos prescindir de muitos acessórios "importantes". No entanto, a verdade é que muitos deles são desnecessários e podemos prescindir deles facilmente.



Toalha com capuz, lenços e fraldas


É um bom enxoval, se temos ao menos duas peças. Quando queremos escolher um produto de muito boa qualidade, o preço será muito mais alto.

Uma toalha com capuz é definitivamente útil e útil quando se lava a cabeça nos primeiros meses de vida, mas podemos prescindir dela. Duas toalhas são suficientes, uma maior e outra mais pequena para limpar o bebé.

Não comprar uma toalha especial também tem a vantagem de que as toalhas comuns duram mais e as mais pequenas vão crescer rapidamente.A mudança
Mas é mais fácil mudar um bebê e uma mesa para trocar as fraldas especiais, em uma cômoda ou em um armário especial, não é um produto necessário. Tudo o que você precisa é de um simples trocador ou um cobertor para turistas coberta com uma tela de tecido ou de flanela.

Ao renunciar à mesa para trocar fraldas, também poupamos em comprar uma tampa para a mesa para mudar fraldas e a organizar um espaço especial para mudar para o bebê.

Tapetes, Cadeirinhas e afins


Embora os tapetes educacionais parecem bonitos, tem elementos com os quais jogar, Infelizmente sua desvantagem básica é que servem por pouco tempo. As crianças crescem rapidamente e as esteiras tornam-se inúteis, quando a criança viaja pelo mundo, explorando os arredores.

Além disso, o tapete de ensino pode facilmente substituir, estendendo um tapete no chão e colocando brinquedos sobre ela. Esta opção também pode ser considerado melhor devido a sua"mobilidade". Podemos encontrar um cobertor em quase todos os lares, e viajar com um colchão é bastante desconfortável.
Nem todos sabem, mas além da faculdade de Ciências Contábeis, existe também o curso de técnico em Contabilidade, porém, referente a este último, apesar das várias semelhanças, existem também diferenças gritantes no que diz respeito a atuação. Ao contrário de um graduado, o técnico não pode, por exemplo, realizar perícias judiciais ou extrajudiciais, revisar balanços ou auditorias, isso para citar ações mais importantes.


registro crc

Sabendo disso, responderemos então a pergunta que dá título a essa postagem. E a resposta é não! Quem possui curso técnico em Contabilidade não pode prestar o Exame de Suficiência. A autorização para que esse profissional exerça a profissão respaldado pelo registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade foi extinta em 2015.

Portanto, apenas quem realmente formou-se em uma faculdade de Ciências Contábeis ou está cursando o último ano dela poderá fazer a prova que comprova capacitação para o exercício da atividade e, caso aprovado, obter o registro CRC que permitirá ingressar no mercado de trabalho como Contador.

Sobre o Exame de Suficiência


Trata-se de uma prova composta por 50 questões de múltipla escolha, cada uma valendo um ponto, com quatro opções de respostas e apenas uma correta. Para ser aprovado é necessário atingir pelo menos 50% de acertos, ou seja, o correspondente a 25 questões.

As disciplinas cobradas são as seguintes: Contabilidade Geral; Contabilidade de Custos; Contabilidade Aplicada ao Setor Público; Contabilidade Gerencial; Controladoria; Noções de Direito e Legislação Aplicada; Matemática Financeira e Estatística; Teoria da Contabilidade; Legislação e Ética Profissional; Princípios de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade; Auditoria Contábil; Perícia Contábil; e Língua Portuguesa Aplicada.

Preparatório - Exame de Suficiência


Para ficar pronto a alcançar o sucesso, um fator deve ser levado em consideração: preparar-se com a ajuda de um curso online. Mas não qualquer um... Um preparatório Exame de Suficiência só será de fato eficaz se oferecer os seguintes diferenciais:

·         Videoaulas


Nos dias de hoje o tempo é um dos bens mais valiosos que uma pessoa possui. Por isso, assistir videoaulas é o método mais rápido e eficiente de consumir todos os conteúdos necessários até o dia da prova, pois elas irão resumir o que você precisa saber, permitindo assim uma preparação dinâmica.

·         Conteúdo que cai na prova


A possibilidade de se preparar apenas com conteúdos que realmente serão cobrados na prova é, sem dúvida, algo que o seu futuro curso deve oferecer. Assim, mais uma vez, você poupa tempo, pois não precisará se preocupar com assuntos desnecessários.

·         Plano de Estudos


Escolha sempre um preparatório que disponibilize videoaulas em formato de plano de estudos. Assim, basta que você siga o cronograma criado e automaticamente irá se preparar da melhor forma.

·         Questões


Um curso online só será completo se oferecer uma plataforma de questões intuitiva e com grande acervo, para que você possa exercitar seu conhecimento e simular como seria o desempenho no dia da prova. Acredite, esse treinamento fará com que, ao fazer o Exame, você esteja tranquilo e preparado para responder as perguntas corretamente.

Acredite, com foco, disciplina e o melhor curso online, sua aprovação no Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade será muito mais fácil. Inicie sua preparação e garanta o seu registro profissional.

Foi anunciado a criação do licenciamento digital que agora também chega aos proprietários de veículos de Pernambuco. Conforme liminar emitida pelo Detran PE o CRLV na versão digital substitui por completo a versão física e para pedir o seu basta fazer a consulta ao Detran pedindo pela segunda via do documento (R$80,00).

A tecnologia adotada pelo Departamento De Trânsito de cada estado está sendo gradual. A determinação que a garante é que o recurso esteja disponível para todos até o final de 2019, o que deve de fato acontecer. Por isso, os impostos de 2020 já podem contar com o uso do CRLV digital para conseguir consultar o número do Renavam ou fazer uma consulta de multas no site do Detran – ou aplicativo, outro, disponível na Play Store e Apple Store.

Para que os contribuintes possam saber o site do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) manterá uma lista com os estados que já aderiram ao programa que também conta com a CNH digital.

Ficará a par de cada estado se vai cobrar ou não pela emissão do documento.



CNH Digital

A CNH Digital, por sua vez, também é intermediada pela Play Store e Apple Store. Com o recurso que também funciona no modo offline dá para usar como se fosse documento oficial até em caso de fiscalização do veículo ou então para provar a originalidade do documento.

Para conseguir cadastrar é preciso ter a nova carteira de motorista que também já está disponível nos estados gradativamente. Por meio dela dá para conferir a autenticidade da informação via QR Code que está interconectado com o aplicativo.

Além disso o novo design da CNH física contém outros 28 artifícios de segurança que ajuda a tornar o documento ainda mais autêntico perante os olhos das autoridades.

De acordo com o Código de Trânsito, o motorista que for parado sem o documento -impresso ou digital- comete infração gravíssima e pode receber multa de R$ 293,47, 7 pontos na carteira, além de ter o veículo removido.

Quem está com a documentação em dia, mas ainda não recebeu o CRLV pode pegar uma autorização no site do Detran para rodar com o veículo por até 60 dias.





Situação cotidiana: um agente de trânsito há sinais para que um carro parar em um controle. Nos momentos prévios aos que lhe pedirem os papéis, o motorista revê mentalmente se leva todos os documentos e surge o medo de ter esquecido a carteira que os contém. Para muitos, esta situação de tensão ficará no esquecimento a partir deste domingo, quando entrar em vigor uma nova versão digital da carta de condução. Poderá ser consultada a partir do celular, e terá validade em todo o território nacional.

Como o novo app dá para pagar licenciamento SP 2020, consultar o documento e,integrado com a CNH digital, ver a pontuação da carteira e fazer a consulta de Renavam. Os interessados devem baixar o aplicativo na-a Apple App Store ou Google Play



Como funciona o aplicativo


O app de licenciamento digital o usuário pode também conferir de quanto custa o licenciamento 2020 conforme o tipo de seu veículo. Por l, vai até mesmo mantê-lo informado ao motorista sobre as datas de vencimento e o aconselhar sobre como iniciar o processo de renovação. Uma vez descarregada a aplicação, o primeiro passo consiste em validar a identidade.

Se optar por utilizar o aplicativo primeiro passo é inserir o número de CUIL e um endereço de e-mail. Uma vez validados os dados, a aplicação procederá a digitalizar um documento frente e verso, através de um sistema de identidade digital.

O passo seguinte será, através de um sistema biométrico, tirar várias fotos do rosto (piscando um olho, virando levemente o rosto) para verificar que a pessoa em plástico coincidir com quem solicita a digitalização. O processo não é simples, já que você precisa de uma boa iluminação e uma câmera capaz de obter um bom foco. 



A informação digitalizada é controlado através de uma aplicação móvel que terão os fiscalizadores do Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, forças de segurança nacional e pelos órgãos estaduais e/ou municipais.

A carteira nacional de habilitação digital tem um código QR que lhe dá validade e pode ser fiscalizado por agentes de trânsito e as forças de segurança como a licença física. Esse código QR é atualizada a cada 24 horas e contém os dados necessários para que os fiscalizadores possam verificar o status do CRLV.



Para dirigir no Japão um automóvel é necessário uma licença de condução emitida no Japão ou uma licença internacional de condução emitida em país aderiu como membro da convenção de Genebra.
Obtenção da Carteira de Habilitação no Japão

Dependendo do tipo de licença de condução que se deseja obter, é necessário realizar um exame teórico (geralmente em japonês, mas se você quiser é possível que se faça com o kanji em furigana e também é possível realizá-lo em inglês) e, além disso, é necessário realizar um exame prático (com indicações em japonês) e há casos em que também é necessário para a obtenção da licença de condução para realizar práticas (Kari Menkyosho). Antes de realizar o exame é necessário estudar as regras de tráfego japonesas. 

Adaptação da Licença de Condução Obtido no Estrangeiro para poder Dirigir no Japão

As pessoas que satisfaçam os seguintes requisitos podem requerer a adaptação de sua carteira de motorista obtido no estrangeiro, para que lhe sirva como carteira de habilitação no Japão. Esta solicitação pode ser exercida em: Centro de Testes da Licença de Condução de Aichi (Tel: 052-801-3211.
  • · Ter uma carteira de motorista válida obtida no estrangeiro.
  • · Ter vivido no país de emissão da licença, no mínimo durante 3 meses ou período superior.
  • · Ter aprovado na prova teórica e prática no Japão.

Depois de ter feito a solicitação e verificação de documentos, terá que passar as provas de capacidade, as provas teóricas e práticas (não naquele dia). Uma vez passadas com êxito destas provas será emitido a carteira de motorista (Há países para os quais as provas teóricas e práticas estão isentas). 



Documentos Necessários


A licença de condução obtida no estrangeiro e uma fotocópia (frente e verso): frente e verso).

Tradução da licença obtida no estrangeiro ao idioma japonês (a tradução deve ser realizada pela agência governamental do país que emitiu a licença, a embaixada, o consulado ou no Escritório Regional de Chubu da Federação Automobilística do Japão, Tel: 052-872-3685. Também em alguns de seus escritórios).

Um passaporte novo e se tem o velho também o velho, uma cópia da página que contém a fotografia, a página que contém a informação sobre a validade do passaporte e dos selos de visto, etc.

O cartão de identidade para estrangeiros (Gaikokujin Toroku Shomeisho) e uma cópia dos dois lados do cartão (No caso de ser uma pessoa de nacionalidade japonesa, uma cópia do certificado de residência (Jumin Hyo) em que aparece o domicílio legal (Honseki) e que se comprove que está domiciliado na província de Aichi).
  • · Tamanho. Altura 3 cm e largura 2,4 cm
  • · O valor dependerá do tipo de licença que se deseja obter.
  • · Documento de identificação e fotocópia.
  • · É necessário também o certificado do histórico de condução da licença de condução obtida no estrangeiro.

Nota 1 As pessoas que não entendem japonês e que não possam preencher as solicitações devem ser acompanhadas por um intérprete.

Nota 2 algumas vezes, dependendo do país, os documentos que devem anexar podem variar, por esta razão devem perguntar para obter mais detalhes diretamente no Centro de Testes da licença de Condução de Aichi ou no Centro da Licença de Condução de Higashi Mikawa.

Nota 3 Consulado da República do Brasil em Nagoya.

O Projeto Político Pedagógico, ou PPP é um documento que deve ser produzido por todas as instituições de ensino com a proposta educacional da escola. Na prática, nesse documento são encontradas informações como quais são os objetivos da escola e que será feito para alcançá-los.


graduação de pedagogia ead

A elaboração desse projeto está prevista na Lei de Diretrizes e Bases. O artigo 12 da LDB destaca: "Os estabelecimentos de ensino respeitando as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de elaborar e executar sua proposta pedagógica".

A construção do PPP deve ser colaborativa e envolver todos da comunidade escolar. Porém, é de extrema importância que essa construção seja guiada por um profissional qualificado, o diretor escolar.

O PPP deve ser composto de alguns pontos importantes, como:

- Proposta curricular: a instituição deve deixar claro o que será ensinado durante o ano letivo, bem como será a metodologia aplicada. O PPP deve trazer também quais serão as diretrizes adotadas para avaliação da aprendizagem.

- Formação dos professores: o Projeto Pedagógico precisa mostrar como a equipe docente irá cumprir a proposta curricular. Outro fator determinante que deve conter do documento é um plano para desenvolvimento e capacitação da equipe.

- Gestão administrativa: sem um suporte administrativo, a proposta curricular e equipe pedagógica não conseguem se organizar. Portanto, o PPP precisa estabelecer como a gestão da escola irá caminhar.

Se você tem interesse pelo tema e pretende trabalhar dentro de uma instituição de ensino, precisa começar a sua preparação profissional. E o primeiro passo é ingressar em uma graduação de pedagogia ead.

Por que fazer Pedagogia a distância?


Para quem estuda e trabalha, o curso de pedagogia a distância é a melhor opção. Desta forma, o estudante consegue equilibrar a vida entre o trabalho e estudos, família e amigos.

A qualidade de ambas modalidades é a mesma. A grade curricular é bastante parecida, portanto, independente da modalidade escolhida, o aluno vai sair da graduação preparado para o mercado de trabalho.

A grande diferença ao se optar pela graduação a distância é a diversidade em todo processo de aprendizagem que pode acontecer por meio de videoaulas online, em DVD, livros impressos ou digitais, com auxílio de conteúdos exclusivamente produzidos para esta modalidade de ensino.

Para quem ainda tem dúvidas entre o EAD e o ensino presencial, pode ficar tranquilo em relação a certificação. Não existem diferenças entre o currículo presencial e online pode ser observada na certificação: o diploma é o mesmo! Isso quer dizer que não há nenhuma informação adicional de que o aluno completou o curso no modo presencial ou a distância. E não há motivos para ter, uma vez que o ensino tem a mesma qualidade! 

Agora que você já sabe tudo o que precisa saber sobre a profissão, seu mercado de trabalho e áreas de atuação, é hora de escolher uma instituição que seja credenciada no MEC e mandar ver nos estudos!

Vale lembrar que o cadastro no MEC é de extrema importância para que, ao fim do curso, seu certificado tenha validade e você possa ingressar no mercado de trabalho e realizar o sonho de contribuir para uma educação melhor.
Tecnologia do Blogger.